Lumife @ 16:41

Sab, 15/04/06

 

 

ABRIL DE ABRIL

Era um Abril de amigo  Abril de trigo
Abril de trevo e trégua e vinho e húmus
Abril de novos ritmos novos rumos.

Era um Abril comigo   Abril contigo
ainda só ardor e sem ardil.
Abril sem adjectivo Abril de Abril.

Era um Abril na praça   Abril de massas
era um Abril na rua    Abril a rodos
Abril de sol que nasce para todos.

Abril de vinho e sonho em nossas taças
era um Abril de clava   Abril em acto
em mil novecentos e setenta e quatro.

Era um Abril viril   Abril tão bravo
Abril de boca a abrir-se   Abril palavra
esse Abril em que   Abril se libertava.

Era um Abril de clava    Abril de cravo
Abril de mão na mão e sem fantasmas
esse Abril em que  Abril floriu nas armas.


ALEGRE, Manuel
in “30 Anos de Poesia”

 



Anónimo @ 10:06

Seg, 17/04/06

 

Era.....dizes bem....era!
Agora o Abril está a ficar sem o COLORIDO dos CRAVOS! Bjks
Intemporal

Abril 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


Pesquisar
 
eXTReMe Tracker
blogs SAPO