Lumife @ 01:46

Sex, 30/07/04

15.jpg



.



Só a leve esperança em toda a vida


Disfarça a pena de viver, mais nada


Não é mais a existência resumida


Que uma breve esperança malograda


.


O eterno sonho d'alma desterrada


Que a traz ansiosa e embevecida


E uma hora feliz sempre adiada


E que não chega nunca em toda vida


.


Essa felicidade que supomos


Árvore milagrosa que sonhamos


Toda arreada de dourados pomos


.


Existe sim, mas nunca a encontramos


Porque ela está sempre apenas onde a pomos


E nunca a pomos onde nós estamos.



.


(Fernando Pessoa)




Anónimo @ 13:45

Sab, 07/08/04

 

Reencontro-me pessoa em Pessoa. Excelente escolha.Ruy
(http://www.orostodachuva.blogs.sapo.pt)
(mailto:crcsimoes@sapo.pt)

Anónimo @ 16:03

Sex, 30/07/04

 

Estão disponíveis no site referido, os blogs do Baixo Alentejo (ou pelo menos aqueles que temos conhecimento). Se entender agradecemos que vote no site e envie uma mensagem para baixoalentejo@megamail.pt para sugestões/reclamações/críticas...ou insultos...!

Obrigado e não se esquça de divulgar este espaço que se quer de todos...os baixo alentejanos!

cumprimentos bloguistas,
Aníbal Reis Costa
http://blogsnossos.250free.comBlogs Nossos
(http://blogsnossos.250free.com)
(mailto:baixoalentejo@megamail.pt)

Dani @ 11:08

Sab, 30/12/06

 

Este soneto é de Vicente de Carvalho.

Julho 2004
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23

25
29
31


Pesquisar
 
eXTReMe Tracker
blogs SAPO